domingo, 10 de outubro de 2010

NAMORAR É BOM!!!


Ah, o amor…


Não conheço quem não goste de namorar.

Se é tão bom namorar, por que tantas pessoas ficam sozinhas? Talvez esse monte de gente venha justificar sua escolha pela solidão dizendo por aí que não achou ninguém namorável. Ou, declarando-se não namorável no momento por várias razões obscuras... Uma bobagem.É delicioso querer estar ao lado de alguém especial!
Mas eu mesma já me vi optando pela solidão por achar que ser livre é estar só...

Fiquei pensando no que faz alguém ser namorável. Dia desses conversava com uma amiga sobre isso. Conhecemos dezenas de pessoas disponíveis todos os dias por aí. Algumas temos muita vontade de namorar, outras nenhuma vontade, outras pode ser que sim, pode ser que não. Mas… O que faz alguém ser namorável? Qual é a escala que se usa pra dizer se essa ou aquela pessoa é aquela com quem você quer tentar ser feliz, não importa se por um mês ou uma vida inteira?

Psicólogos e estudiosos do cérebro e dos fenômenos fisiológicos nos dão algumas receitas. Namorável é a pessoa com quem você tem grande afinidade de idéias e grande atração sexual. Alguém cujo cheiro faz você tremer por dentro. Alguém que tenha mais ou menos os mesmos objetivos. Alguém com quem você consiga conversar. Os códigos sociais dão outras dicas. Não namore alguém que já namore outra pessoa. Não namore alguém muito diferente de você, faça uma escolha racional bem espertinha, garanta o sucesso do seu namoro e seja feliz.

As dicas são claras, mas nem sempre facilmente aplicáveis.
Então o que é ser namorável?

Às vezes, namorável é alguém que sabe ouvir... Namorável pode ser a pessoa complicada, fujona e problemática que você adora colocar no colinho e consolar, sentindo-se necessária e importante. Ou talvez namorável seja a pessoa descolada e flutuante que senta ao seu lado no carro e te olha de um jeito tão especial que faz você se sentir a mulher mais linda e preciosa do mundo. Mas namorável também pode ser quem sabe pegar você de jeito pra dar um beijo daqueeeeeleeees, até você ficar tonta e perder o rumo de casa. Será que namorável é o moço extremamente carinhoso com você e com quem você gosta de ficar horas a fio? E se namorável for aquele cara enrolado que sabe te levar pro céu e pro inferno com a mesma velocidade em menos de dois dias? Namorável talvez seja aquele outro que parece perfeito, mas na prática, não abre o coração pra você... As possibilidades são muitas, e as escalas mudam constantemente, porque nós mudamos. E isso não é ruim.

Mas namorável, namorável de verdade mesmo, é aquela pessoa que se deixa namorar. É aquela pessoa que se abre toda pra você, como uma flor se abre para o sol, esperando ser alimentada, aquecida e admirada. Não adianta ser inteligente, rico, bonito,sarado, gostoso ou disponível, se não houver, dentro do coração, essa vontade de ser namorado. E isso é algo que não muda, não importa quais sejam os valores colocados na escala.

Na verdade, é o olhar generoso e carinhoso do outro que nos torna namoráveis. É o encontro, e não a condição solitária; é a troca, e não o ganho; é a doação, e não a capacidade. Namorar é legal porque é uma sensação impagável ser olhada de modo único por alguém que declara ser só seu, e você só dele.
Namorar é bom porque é boa a sensação de pertencimento. E não falo de posse. Falo de entrega.

Namora quem topa o desafio de se mostrar ao outro e acolher o que o outro mostra. Namora quem anda de mãos dadas e faz aqueles programas simples como tomar um sorvete na pracinha...Namora quem olha nos olhos tentando adivinhar os mistérios do outro...

E como bem disse o poeta:

" Namorar é fazer pactos com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugida ou impossível de durar."

E Arnaldo Jabor, que eu adoooro disse assim:

Na hora de cantar todo mundo enche o peito nas boates, nos bares, levanta
os braços, sorri e dispara: ´eu sou de ninguém, eu sou de todo mundo e
todo mundo é meu também´.
No entanto, passado o efeito do uísque com energético e dos beijos
descompromissados, os adeptos da geração ´tribalista´ se dirigem aos
consultórios terapêuticos, ou alugam os ouvidos do amigo mais próximo e
reclamam de solidão, ausência de interesse das pessoas, descaso e rejeição.
A maioria não quer ser de ninguém, mas quer que alguém seja seu.

Não dá, infelizmente, para ficar somente com a cereja do bolo - beijar de língua, namorar e não ser de ninguém. Para comer a cereja é preciso
comer o bolo todo e nele, os ingredientes vão além do descompromisso, como:
não receber o famoso telefonema no dia seguinte, não saber se está namorando mesmo depois de sair um mês com a mesma pessoa, não se importar se o outro estiver beijando outra, etc, etc, etc.

Desconhecer a delícia de assistir a um filme debaixo das cobertas num dia chuvoso comendo pipoca com chocolate quente, o prazer de dormir junto abraçado, roçando os pés sob as cobertas e a troca de cumplicidade, carinho e amor.

Namorar é algo que vai muito além das cobranças. É cuidar do outro e ser
cuidado por ele, é telefonar só para dizer bom dia, ter uma boa companhia
para ir ao cinema de mãos dadas, transar por amor, ter alguém para fazer e
receber cafuné, um colo para chorar, uma mão para enxugar lágrimas, enfim, é ter ´alguém para amar´.. Somos livres para optarmos! E ser livre não é beijar na boca e não ser de ninguém. É ter coragem, ser autêntico e se permitir viver um sentimento...

Eu me permito e vocês?

Beijos azuisss


19 comentários:

Paulo Márcio disse...

Boa noite, minha querida!!!
Achei muito interessante sua reflexão. A uma conclusão podemos chegar: Não há receita para o sucesso no amor, porém, há receita para o fracasso!
Parabéns pela matéria, por tamanha sensibilidade e, principalmente, por ser esta mulher tão linda, iluminada e de coração tão solidário!
Um beijo, que Nossa Senhora de Nazaré te proteja e abençoe!!!

Paulo Márcio

CON disse...

Boa noite meu bem!!!

Que delícia vir aqui e me deparar com um comentário seu...
Concordo com você quando diz que existe receita para o fracasso no amor, infelizmente.
O amor precisa de cuidado, precisa ser tratado com respeito. Amor é doação.
Muitas vezes a correria do dia a dia, o egoísmo a falta de paciência mata este sentimento tão lindo dentro de nós.

Amar é tão bom que todos os amores deveriam ser eternos e perfeitinhos.
Mas nós somos imperfeitos..Ainda!

Amar sempre vale a pena...Muitas vezes um amor nos prepara para outro, assim vamos evoluindo e refinando nossos sentimentos.

Obrigada pelo carinho e pelas palavras tão gentis!
Você é que é iluminado, lindo e solidário...Você é muito especial!
Que Nossa Senhora o proteja também, que Deus esteja com você todos os momentos da sua vida!

Beijos azuisss...Especialíssimos!

Anônimo disse...

Karaka que maneiro!será que eu sou namorável? kkk
Amiga saudades de você.
Olha só a Karen deve vir da França no finalzinho do mês, estou pensando em ir a BH com ela, me liga porque este seu celular é um chato, vive desligado.
Haaa e quero saber esta história aí de cima bem direitinho, vocês dois são namoráveis ou namorados? kkkk
Que novidade é esta? Nem me contou nada, que amiga hein?

BJks
Alicinha

Anônimo disse...

O pior é perder um amor perfeito por não saber dar valor.

Carmen Augusta disse...

Olá minha querida afilhada!

Você é mesmo uma mulher das letras.
Como escreve bem!E bonito.

Olhe namorável, namorado, no meu tempo não tinha nada disso, era namorado mesmo. Então estou namorando fazem 49 anos...
Achei o namorado perfeito, para mim.Coisa boa sô...
E você sabe, é Paulo também...

Parabéns amiga querida, pelo texto tão lindo.

Beijos,
Carmen Augusta

CON disse...

Alicinha minha querida, obrigada!
Saudaaades demais também...A Karen, quanto tempo não a vejo, que bom que ela está vindo para o Brasil.
Olha só, tenho alguns compromissos até o fim do mês, qualquer coisa te ligo sim.
Pois é...Menina curioooosssaaa, rsrsrs


Beijos azuissss

CON disse...

Anônimo, perder um amor é sempre difícil...Dóiiiii.

Amar é saber se entregar, ser fiel, cuidar bem do outro...Para o amor acontecer e ser bem sucedido é preciso o querer de ambos.

Mas geralmente só percebemos o quanto queremos quando já não existe mais possibilidades, quando um já magoou o outro, quando já desrespeitou tanto a ponto de ser impossível uma reconciliação...Uma pena né?

Portanto, um conselho, se você tem um amor, cuide, se importe, seja presente e principalmente, seja fiel!
Cabe aqui um pedacinho daquela música:

"Porque você me deixa tão solto? E se eu me interessar por alguém? E se ela de repente me ganha?Quando a gente ama é claro que a gente cuida...Fala que me ama , só que é da boca pra fora, ou você me engana ou não está madura, onde está você agora?"

Boa sorte!

beijos azuisss

CON disse...

Madrinha querida, amada!!!

Obrigada minha linda...

Querida, você e o seu Paulo são uns lindinhos...Adoro vocês e fico encantada com o cavalheirismo dele, o amor que ele sente por você é coisa de Deus né? aliás,amor que vocês sentem um pelo outro!
Que sorte a de vocês, amar e ser amado é a melhor coisa do mundo, nem sempre conseguimos...

49 anos juntos e felizes assim é mesmo uma benção!! Trembãodimaisdacontasô!!!
Mas vocês merecem!

Que Deus continue derramando estas bençãos sobre sua família e que este amor cresça cada vez mais!

Te amooooooo!!!

Beijos azuisss

Deborah disse...

Con, fico sempre encantada com o que você escreve.
Muitas pessoas não sabem o tempo que perdem por fugir do amor. Só arriscando é que podemos saber se vai dar certo ou não, mas enquanto tentamos, vivemos momentos maravilhosos e aí já valeu!
Guria continue nos brindando com estes textos e por favor participe mais no bloguer do Eduardo Lages, acho que ele fica perdido sem você por lá.
Beijos

CON disse...

Oi Deborah, que bom que você veio comentar, obrigada!
Gostei do que você escreveu. Concordo, rs
Quanto ao Maestro, ele sabe se virar bem sem mim, rsrsrs
Brincadeirinhas..Estou sempre por lá querida, é que realmente estou trabalhando muito, obrigada por achar que faço falta...tentarei levar mais novidades e agitar aquele cantinho.

Beijos azuisss

Derbson Frota disse...

Amiga Con, além desse texto gostoso e absolutamente namorável, permita-me dizer que namorar é também visitar esse blog!

Esse post veio num momento bem interessante, afinal, amanhã é dia das crianças, e quando estamos enamorados, deixamos nosso lado criança falar mais alto!
Como já cantou nosso próprio rei Roberto: "Quando a gnt ama, o orgulho dança, a gnt é uma criança e diz sim pra tudo..."

Anônimo disse...

GATA VOCÊ É NAMORÁVEL, DESEJÁVEL, LINDA, INCRÍVEL MAS SO ME FALTA FICAR NÚ PRA CHAMAR SUA ATENÇÃO!

CON disse...

Meu irmãozinho querido, obrigada pela visita e comentário.
Boa colocação...Realmente nos tornamos crianças quando amamos!
O amor tem este poder, rs

Beijos azuisss

CON disse...

Sem chance anônimo, desista...Vá procurar uma namorável disponível que você será mais feliz, rs

Beijos azuisss

Vinícius Faustini disse...

Ah, Con,

com música do meu xará que é poetinha de fato e de direito, aí que a postagem fica ainda mais linda. Quanta paixão em seus versos e no vídeo colocado aqui.

Haja sensibilidade e sensualidade. Esta união sempre bem vinda por aqui...

Beijos,

Vinícius Faustini

CON disse...

Olá meu poetinha ( também de fato e de direito)
Obrigada pelo comentário!
Sensibilidade e sensualidade...Mistura perfeita para o amor né?

Beijos azuisss

Bottary disse...

Ola! Amiga Con,

Muito sensibilizante e emocionante o seu namorável texto.

Eu diria que vc é uma grande escritora, poeta, de primeira linha.

Eu penso que sou uma pessoa namorável, não obstante os meus 25 anos de casado, haja visto que ela, esta minha namorável namorada, que me tolera, não se importa com os meus defeitos, com os meus repentes, que às vezes faz-me ficar extremamente arrependido.

Não é que ela acolhe-me em seus braços, como se nada tivesse acontecido?

Imagina, vc que sou apaixonadinho por ela, desde o primeiro dia em que a vi, nas minhas noites de boemia, cantando no Pandeiro de Prata, na cidade de Paracatu, a noroeste de Minas.

Não sabe e nem gosta de ficar sem a minha presença em casa, nem um minutinho.

Quando vou sair, pra resolver os problemas da família na rua, veja bem, eu tenho que sair quase que escondidinho, pois ela quando houve a porta abrir, vai logo perguntando: Lindinho, onde vc vai? Vc vai demorar?

Ah! Néim Con! Não tenho mais o meu livre arbítrio!

Eu falo pra todo mundo: LÁ EM CASA QUEM MANDA SOU ELA!

Agora, se me permites, " Não é o amor do outro que nos alimenta, mas o nosso. Somente ele, incondicionalmente é que nos alimenta a alma; é a única verdade da vida e a chave da felicidade."
" O verdadeiro amor não é dor; é prazer, bem-estar."

Con su permisso, amorosos abraços!

CON disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CON disse...

Bottary meu querido amigo, que delícia ler o que você escreveu!
Que amor lindo!!!
Quem dera todos os casais fossem assim!

Concordo plenamente com o que escreveu: "Não é o amor do outro que nos alimenta, mas o nosso".
É preciso se amar primeiro para depois oferecer amor!
Nossa felicidade precisa ser plena para que possamos fazer feliz outra pessoa...Que bom que Deus nos permite amar não é?

Obrigada pela visita e comentário tão lindinho...

Beijos azuisss